Notícias Cuiabá

Empresário acusado de matar estudante de Direito a facadas é julgado

Empresário acusado de matar estudante de Direito a facadas é julgado
Por:HiperNoticias

O réu Vanderson Daniel Martins dos Santos, de 22 anos, é submetido a júri popular, na tarde desta sexta-feira (15). O julgamento está sendo realizado na Primeira Vara Criminal de Várzea Grande, presidido pelo juiz Murilo Mesquita. O rapaz é acusado de matar a facadas o estudante de Direito de Pedro Victor de Almeida Peroso, de 18 anos.

Reprodução

Vanderson Daniel Martins dos Santos.jpg

O réu, que atualmente está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), é acompanhado pelo advogado Oziel Catarino Bom Despacho Farias.

O crime aconteceu no dia 19 de outubro de 2018, no bairro Maringá I, em Várzea Grande. A vítima estava na casa dos pais, quando recebeu uma ligação, por volta das 01h30, e saiu da residência.

Na época, o réu foi preso com a namorada, que teve a soltura dias depois. Conforme as investigações, a vítima emprestava dinheiro para conhecidos e trabalhava como motorista do aplicativo da Uber.

A prisão foi realizada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Na ocasião, a delegada do caso Jannira Laranjeira, recebeu uma denúncia relatando que a moça estava com o suspeito estavam no local do crime, e em seu celular havia fotografia do suspeito (seu namorado) com a faca ensanguentada.

No entanto, a mulher disse que na noite do dia 18 de outubro foi para casa do namorado, com o filho de 11 meses, e dormiu na casa dele, onde também funciona um lava jato.

Ela contou que o telefone do namorado começou a tocar por volta da meia noite, mas ele não atendeu. No entanto, disse que Vanderson saiu de casa por volta das 01h30, em uma motocicleta, trajando uma camiseta branca com desenhos na frente e uma bermuda jeans e calçava chinelos, mas não falou onde iria.

Pouco antes das 4h, Vanderson voltou, pilotando a mesma motocicleta que tinha saído, mas estava com as roupas ensanguentadas e com a faca suja de sangue e disse que teria matado Pedro Victor. Então, a moça sugeriu a Vanderson que se escondesse na casa da irmã dele. Ambos fugiram e as roupas foram jogadas em um terreno baldio.

Na delegacia, o suspeito confessou, mas se negou a informar o nome da terceira pessoa que participou do crime.

As investigações apontaram que a vítima utilizou seu cartão bancário em dois estabelecimentos comerciais, em Várzea Grande, respectivamente por voltas das 03h03 e 03h34. Em diligências foi possível apreender as imagens de um dos estabelecimentos, sendo constatado Vanderson estava acompanhado da vítima.

A morte

O corpo da vítima foi encontrado com várias perfurações de arma branca (faca) no pescoço, cabeça, tórax e abdome, além de lesões no ombro esquerdo e mão esquerda, possivelmente, provenientes de defesa da vítima.

Moradores disseram que ouviram pedido de socorro da vítima, mas por medo não abriram a porta e acionaram a Polícia Militar. O carro da vítima (Ford K, branco) também foi localizado em frente à porta de entrada de uma casa na Rua Dom Camilo Faresini.

Dentro do veículo havia manchas de sangue na porta do motorista, volante e uma poça no chão, do lado do motorista, além de manchas de sangue do lado externo do veículo.

 

Segundo a perícia, as manchas de sangue indicam que tinham duas pessoas dentro do carro, em razão das marcas encontradas nas maçanetas de ambas as portas do automóvel. A perícia também informou que o estudante foi golpeado dentro do carro e em seguida saiu agonizando pela rua até a porta da casa onde foi encontrado morto. Pelo trajeto também foram encontradas gotas de sangue.

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + onze =

Noticias Cuiabá Resultados da pesquisa por “” | Noticias Cuiabá | Politica Cuiabá Noticias Cuiaba | So midia Noticias Empresário acusado de matar estudante de Direito a facadas é julgado | Notícias Cuiabá