Notícias Cuiabá

Reunião do Comitê do Fogo discute ações para o período proibitivo de queimadas

Reunião do Comitê do Fogo discute ações para o período proibitivo de queimadas
O objetivo principal do encontro foi debater como está o planejamento de cada uma das instituições envolvidas na Prevenção, Combate e Controle de Incêndios Florestais.

POR REDAÇÃO

O Comitê Estadual de Gestão do Fogo realizou a 2ª reunião ordinária de 2019 na terça-feira (26.06), seguindo a preparação que antecede o período proibitivo de queimadas. O objetivo principal do encontro foi debater como está o planejamento de cada uma das instituições envolvidas na Prevenção, Combate e Controle de Incêndios Florestais.

Entre as ações deste ano está o manejo integrado do fogo na Área de Proteção Ambiental (APA) Chapada dos Guimarães, uma ação integrada entre Comitê do Fogo, Coordenadoria de Unidades de Conservação da Sema (Cuco), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O objetivo é diminuir o material combustível para prevenir incêndios florestais de grandes proporções.

O coronel BM e secretário executivo do Comitê do Fogo, Paulo André Barroso, destacou ainda, como parte do planejamento, a captação de recursos para Manejo Integrado do Fogo, apoio as operações da Temporada de Incêndios Florestais e a destinação de R$ 3,5 milhões no Plano Plurianual (PPA) 2020/2023.

O comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel BM Dércio Santos da Silva afirmou que os Bombeiros terão salas de situação desconcentradas em Cuiabá, Barra do Garças, Tangará da Serra, Sinop e Cáceres, com apoio dos Comandos Regionais dos municípios.

Cursos preparatórios como os de combate aos incêndios florestais, formação de brigadistas florestais e o de Perícia de Incêndios Florestais, com a participação da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), fazem parte do período preparatório dos Bombeiros, assim como a Semana de Preparação e Prevenção de Incêndios Florestais, realizada entre os dias 8 e 12 de julho.

O Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Ibama, que tem atuação em terras indígenas, por meio de um Termo de Cooperação da Funai, e alguns assentamentos, atuará com 11 brigadas em Mato Grosso para combate e manejo integrado do fogo. No total são 201 pessoas contratadas por cinco meses de operação: 22 agentes para manejo integrado, 173 brigadistas divididos em sete terra indígenas e seis gerentes.

Cícera Tavares, do Ibama, relatou que os brigadistas conseguiram, em 2018, uma grande redução em incêndios em terras indígenas. Entre as ações que ajudaram no resultado está o trabalho de educação ambiental com os indígenas, visando a prevenção, já que muitos rituais tradicionais das aldeias utilizam o fogo.

Algumas instutições ajudarão com apoio e divulgação durante o período. A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec-MT) colocou o estúdio de vídeo a disposição para videoconferências e informativos. A Fundação Nacional do Índio (Funai) presta apoio nas operações do Ibama, e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e Associação Matogrossense dos Municípios (AMM) auxiliam com divulgação. A Concessionaria Morro de Mesa, que atua entre os municípios de Primavera do Leste e Rondonópolis, na rodovia MT-130, ressaltou que faz a parte preventiva com roçada manual e mecanizada e tem a disposição canais de comunicação para avisar sobre princípios de focos de incêndio detectado na rodovia e o apoio de máquinas e caminhões pipa para uma pronta resposta.

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

Noticias Cuiabá Resultados da pesquisa por “” | Noticias Cuiabá | Politica Cuiabá Noticias Cuiaba | So midia Noticias Reunião do Comitê do Fogo discute ações para o período proibitivo de queimadas | Notícias Cuiabá